O Blog do Madridista se mudou para:

www.blog.renatobotelho.com


Aguardo a sua visita!

© 2009-2011 Blog do Madridista

Raúl completa um círculo perfeito.

No dia 29 de outubro de 1994, Raúl estreou no Real Madrid no estádio La Romareda. Um menino magro, de pernas finas, com a aparência frágil. 17 anos de idade. Jorge Valdano, o treinador do clube na época, deu a oportunidade aquele menino que nem sequer havia jogado no Real Madrid B, de tanto sucesso que havia feito no time C.

Raúl, no momento de seu gol na última visita no La Romareda (1-2).

Aquele menino, do bairro Villaverde, foi o responsável por deixar no banco um dos maiores da história do clube blanco, Emilio Butragueño. Hoje, porém, é Raúl que vive os seus últimos momentos vestido de blanco. E nesta reta final, faltando pouco para deixar o clube onde foi, é e sempre será lenda, Raúl, mesmo machucado, foi capaz de marcar um último gol antes sair de campo devido a sua lesão. Mas o seu último gol não foi qualquer gol. Foi um gol de Raúl. Um gol de recorde. O número 228 de sua carreira na La Liga. Com este gol, Raúl superou Di Stéfano e se tornou o 3° maior artilheiro da história da La Liga, apenas sendo superado por Hugo Sánchez (234) e Zarra (251). Mais uma grande marca.

Raúl não marcou naquele 29 de outubro, em sua estréia, contra o Real Zaragoza, no estádio La Romareda. Acompanhando Amavisca e Zamorano no ataque, o jovem Raúl teve três ótimas oportunidades de marcar, mas não o fez. No entanto, deixou uma boa impressão no campo, inclusive no goleiro adversário, Cedrún, que sofreu com aquele menino desconhecido. “Não sei como, mas apareceu por todos os lados”, reconheceu Cedrún.

Apesar da boa estréia, Raúl não ficou satisfeito, sentia que havia ficado alguma coisa pendente. Nem mesmo os cumprimentos dos seus companheiros o convenceram. Raúl queria se divertir. Mas apenas o gol o divertia. E naquele dia não marcou...

...15 anos e meio depois, Raúl voltou ao estádio de seu debut e cumpriu algo que havia ficado faltando em 1994. Passou a semana lesionado, recuperou-se de forma rápida e começou a partida na reserva, como habitual nos últimos meses, desde que foi deixado de lado na equipe. Mas logo aos 14 minutos de jogo, Van der Vaart se machucou. Raúl correu para o aquecimento. Era dia de completar um círculo em sua carreira.

Na primeira ocasião, recebeu passe de Guti e acertou a trave. Lesionou-se. Pediu para ser substituído, mas agüentou enquanto pôde. Benzema já aguardava para entrar em seu lugar. Foi então que Raúl, sem condições físicas, em seu último lance, aproveitou passe de Cristiano Ronaldo dentro da área e abriu o marcador da partida. Comemorou com a garra de um verdadeiro herói. Marcou o gol que não havia marcado em 1994.

No mesmo minuto, aos 50, deixou o campo, mas não antes de receber o cumprimento de seus companheiros e ser aplaudido por todos os torcedores que reconhecem o seu valor, mesmo num campo adversário. No banco de reservas, sem conhecer a sua lesão e sentindo que poderia ter marcado o seu último gol com o Real Madrid (talvez a última partida também?), Raúl levou as mãos a cabeça, mas logo se recompôs e torceu.

Raúl completou um círculo perfeito. Bateu mais um recorde numa carreira incrível e digna de um herói madridista. O tempo passou rápido. 1994, uma jovem promessa das bases; 2010, o retorno da lenda viva de Madrid. Orgulho do madridismo. Viva Raúl!

“Quando se estava preparando para ser substituído, encontrou o
lugar para marcar o seu gol e gritar com paixão, com a emoção
que nele é habitual. Este é o espírito do Real Madrid, que Raúl
defende e reflete melhor que nenhum outro jogador.”
(Jorge Valdano, sobre o gol de Raúl no estádio La Romareda).

8 comentários:

  1. Belo post. até me emocionei agora lembrando desse jogo de 94. eu era só um garotinho mas me lembro de quase tudo. que época maravilhosa.

    ResponderExcluir
  2. Bom post. Momento bem bacana por todas as circunstâncias do jogo e da carreira. Ainda queimando a lenha que tem pra queimar.

    > Raúl neles!

    ResponderExcluir
  3. bacana! sou fã dele tanto como jogador como pessoa! achei bastante bacana! @:-)

    Abrass!

    ResponderExcluir
  4. Legal a postagem!!!! Jogador que merece respeito!!!!

    ResponderExcluir
  5. Depois de pendurar as chuteiras, Raul poderia ser técnico do Madrid.

    ResponderExcluir
  6. E viva el Raul Blanco!
    Com certeza seria um grande técnico, vamo mandar fazer uma estátua dele!

    ResponderExcluir
  7. Obrigado a todos pelos comentários. É muito bom saber que Raúl segue vivo pelo mundo. Dá-lhe Raúl.

    Voltem sempre.
    Abraços,

    ResponderExcluir

Caro(a) leitor(a),

O seu comentário passará por uma breve aprovação e logo será publicado. Este sistema é utilizado para evitar ofensas e/ou spams entre os participantes.

Contatos pessoais devem ser feitos através do Formulário de Contato ou das outras opções encontradas na página Contato.

Direitos autorais.
É proibida a cópia parcial ou total deste blog.
Plágio é crime e está previsto na lei N° 9610 sobre direitos autorais.

Popular Posts

Junte-se a nós!

Publicidade

Newsletter

+ Real Madrid:

Nome: Real Madrid Club de Fútbol.
Apelidos: merengues, blancos...
Fundação: 1902.
Estádio: Santiago Bernabéu.

Próxima Partida:

La Liga (13° Rodada):
Adversário: Valencia.
Dia: 19/11/11 (sábado).
Hora: 19:00 (horário de Brasília).
Estádio: Mestalla.
Jogo anterior: Osasuna (7-1).

Destaque 11/12:

Seja um seguidor:

Arquivo:

Marcadores:

Receba as novidades por e-mail:

Add to Google Reader or Homepage

Título:

Contas Premium

Rede Social: