O Blog do Madridista se mudou para:

www.blog.renatobotelho.com


Aguardo a sua visita!

© 2009-2011 Blog do Madridista

Após o descanso, de volta aos treinos.

Após a semana de Natal, os madridistas voltaram a treinar em Valdebebas. Hoje foi o terceiro treino da semana. Amanhã, dia 31, será o último treino de 2009.

No primeiro dia, menos da metade dos madridistas voltaram a treinar. No segundo dia, o elenco estava quase completo. Hoje, porém, todos estavam juntos em Valdebebas.

Kaká, Guti, Van Nistelrooy e Albiol treinaram no mesmo nível de seus companheiros.

Manuel Pellegrini dirigiu o treino já visando a primeira partida dos blancos em 2010. Será no domingo, dia 3, contra o Osasuna, no Reyno de Navarra. De cara com a 16° rodada da La Liga, o objetivo dos madridistas é começar 2010 com o pé-direito, somando três pontos e mantendo a pressão em cima do líder, que só está com dois pontos na frente.

As únicas ausências do dia foram Pepe (lesionado) e Diarra (que está com a sua seleção). E, de última hora, Van der Vaart foi para o solitário após sentir uma lesão no treino.

Pellegrini chamou hoje 5 jogadores das bases para completar o treino: Juanan, Raúl Ruiz, Modrego, Szalai e Vázquez. Será que finalmente os canteranos terão oportunidades no time? A resposta mais óbvia, infelizmente, é não.

Aproveitando a última postagem do Blog do Madridista no ano de 2009, deixo uma mensagem rápida e divertida dos dois jogadores mais caros do Real Madrid:


Cristiano Ronaldo e Kaká mandam boas festas ao madridismo de forma bem divertida.

Aos leitores do Blog do Madridista:

Feliz Ano Novo. Até 2010.

Retrospectiva: 250 milhões depois, brilhou Raúl.

As pessoas que estavam presentes no Bernabéu sentiram a tensão proveniente de Florentino Pérez, enquanto o Milan voltou ao jogo do dia 21 de outubro de 2009 na frente do placar (2-3). Os convidados de honra não pararam de pensar sobre os 250 milhões de euros gastos pelo presidente no verão passado. À esquerda de Florentino, sentou Adriano Galliani, diretor-geral do Milan, o homem que lhe vendeu Kaká por 65 milhões de euros. À direita, sentado, Michel Platini, o presidente da UEFA, que o acusou de ''indecência'' a respeito dos preços tão elevados das contratações de Cristiano Ronaldo e Kaká. E, no campo, estava Kaká, jogando um futebol medíocre, ferindo o orgulho de seu presidente.

Raúl comemora um de seus gols com os seus companheiros.

O que envergonhou Florentino Pérez, no entanto, não foi o fracasso de Kaká. Nem os gols de Pato. O que inflamou o presidente foi um dos gols do Real Madrid. Foi ver Raúl correr para cobrar um escanteio, pois, naquele momento, nenhum de seus companheiros teve ganas de fazê-lo. Enquanto todos estavam parados, atrás do placar, Raúl foi cobrar o escanteio, deixando a torcida merengue embaraçada. O capitão serviu com astúcia a Drenthe, a quem os agentes de Ramón Calderón - os mesmos que o contrataram - o chamavam de ''Accidrenthe'', que recebeu a bola de Raúl e marcou o gol de fora da área.

Dez partidas depois do início da temporada, as contratações da equipe, uma das maiores da história do futebol, contrastou uma realidade difícil de entender. Kaká jogou cada dia pior e seus companheiros foram pelo mesmo caminho. Ramos, Xabi e principalmente Benzema, entre outros, jogadores chamados para terem um papel fundamental na equipe, renderam muito abaixo do esperado, de seu nível. Os jogadores não reconheceram o esquema em que jogavam. Se mostraram incômodos. Dispersos. Apenas Raúl se orientou na desordem.

Raúl é um jogador lendário. Mas, com 32 anos, segue sendo realidade. Antes de começar a temporada, a maioria pensava que o capitão não entraria na equipe titular e que Benzema ocuparia o seu lugar. Não foi assim. Quem jogou e deu a cara a tapa foi Raúl e não Benzema. Há dirigentes no Madrid que observaram a derrota para o Milan como um fracasso em que Pellegrini não teve uma responsabilidade direta. Mas acreditam que o mal funcionamento da equipe foi resultado de uma política de rotações equivocada, que já acabou, atualmente (e felizmente). O chileno tratou todos por igual, mas havia jogadores que necessitavam de um tratamento especial para se adaptar. A consequência se viu contra o Milan: Os novos se perderam e Raúl seguiu como o de sempre.

Kaká jogou em três posições diferentes no Madrid, foi extremo, veio mais de trás e algumas vezes mais ofensivo. Benzema jogou umas de ponta, outras de segundo ponta. Guti como volante, outras vezes como ponta no meio. Granero, por exemplo, deveria conectar todos. Mas era difícil conectar quando a cada dia as peças estavam em lugares diferentes. A formação da equipe mudou de 4-4-2 ao 4-2-4 e ao 4-3-3. Aí, enfim, veio o fim das rotações.

Hoje, porém, as coisas estão diferentes. Se passaram muitas semanas, atacaram Raúl, desprezaram o capitão, não o tocaram a bola. O deixaram no banco. E segue no banco, treinando duro como sempre. Kaká melhorou, mas não ao ponto que jogava na Itália. Guti foi afastado. Granero não teve mais oportunidades. Benzema continua apagado, sonhando. Higuaín, ao contrário, segue marcando gols, segue somando. Cristiano Ronaldo voltou, junto das esperanças do Real Madrid, que briga por títulos. Alguém sempre é apontado, para o bem ou para o mal. Para jogar no Real Madrid, porém, você precisa vestir a camisa blanca e ser o melhor. Você precisa estar num conjunto e comemorar cada lance, cada jogada, cada gol, como se fosse uma final, seja em campo, seja no banco, seja na torcida. Raúl é o maior exemplo disto. E quem segue os caminhos do capitão, segue o caminho para o sucesso e identificação que um time precisa ter para obter um conjunto vencedor.

Florentino Pérez parece manter a moral. O presidente é otimista por natureza. Aos seus amigos, diz: "Com Zidane demoramos três meses para arrancar". 2009 já acabou. 2010 está para chegar e dois grandes torneios estão sendo disputados. A La Liga e a Champions (cuja final será no Bernabéu). O Real Madrid levou porrada, tropeçou, saiu precocemente da Copa do Rei, mas está de pé, mais forte, querendo conquistar a Espanha e a Europa mais uma vez. Como um time, unido e vencedor. E, ao que parece, 2010 será um ano de glórias para os madridistas. Com o Real Madrid até o último instante.

Feliz Natal, madridistas.

Florentino Pérez, Raúl, Kaká e Cristiano Ronaldo se reuniram em torno da árvore de Natal para desejar o melhor ao madridismo. O Presidente disse: ''O mais importante é a saúde''. Já os três jogadores blancos disseram: ''Isto é o que desejamos para as nossas famílias e para todos os madridistas. E que ainda esta saúde nos ajude a conseguir muitas coisas em 2010''. Veja algumas fotos do encontro de Natal no Santiago Bernabéu:

Os quatro felicitam e desejam bom Natal ao madridismo.

Dentre os sonhos em comum, um em especial: Conquistar a Champions em 2010.

A celebração de quatro pilares do Real Madrid.

Os jogadores do Real Madrid passarão o Natal em suas casas, com suas respectivas famílias.

''Desejo aos torcedores o melhor neste Natal e para o ano de 2010''.

Aos leitores do Blog do Madridista:

Aproveito este espaço para desejar a todos um Feliz Natal.

Cristiano Ronaldo conquista o Troféu Ferenc Puskas.

Aconteceu hoje, em Zürich, a cerimônia de gala da FIFA. Cristiano Ronaldo não foi nomeado o melhor jogador do ano, mas ficará na história por ter sido o primeiro jogador a ganhar o Troféu Ferenc Puskas, entregue este ano pela primeira vez para o autor do gol mais bonito do ano. O madridista recebeu o prêmio das mãos da viúva do ex-jogador húngaro e do ex-milanista George Weah, após os votos dos internautas da FIFA.com.

Cristiano Ronaldo recebe o troféu das mãos da viúva de Puskas.

Este prêmio, de gol mais bonito do ano, ele ganhou graças ao golaço que marcou na temporada passada, contra o Porto, quando ainda jogava pelo Manchester. O luso marcou um golaço, de muito longe, ao qual foi merecidamente eleito o gol do ano. Assista:


O gol mais bonito do ano de 2009.

Foi votado também, por 50 mil jogadores de todo o mundo, o time ideal do ano. A foto abaixo mostra a escalação ideal da ''Seleção de 2009'', que conta com 4 espanhóis:

O 11 ideal do ano de 2009.

Quanto aos prêmios individuais, nada muito diferente do prêmio da revista France Football 2009. Messi em 1° (1.073 pts), Cristiano em 2° (352 pts) e Xavi em 3° (196 pts).

Cristiano, Iniesta, Kaká, Messi e Xavi, os 5 melhores jogadores do mundo em 2009.

Real Madrid 6-0 Real Zaragoza.

Em partida válida pela 15° rodada da La Liga, o Real Madrid recebeu o Real Zaragoza no estádio Santiago Bernabéu com a missão de terminar o ano com vitória e ficar com apenas dois pontos atrás do líder Barcelona. A partida de hoje foi a última partida dos blancos no ano de 2009. E os madridistas puderam se despedir com uma bela goleada.

Os jogadores do Real Madrid entraram em campo com uma camisa
igual a esta, em homenagem ao companheiro Pepe, que está lesionado.


Manuel Pellegrini, sem Pepe, Nistelrooy, Guti, Kaká e Xabi, escalou o time assim: Casillas, Sérgio Ramos, Albiol, Garay, Arbeloa, Diarra, Lass, Marcelo, Van der Vaart, Higuaín e Cristiano Ronaldo. O francês Benzema, que fez aniversário hoje (22 anos), começou a partida no banco de reservas. Cristiano, por sua vez, voltou a jogar após suspensão.

Com os dobletes de Vaart e Higuaín, mais os gols de
Cristiano e Benzema, o Real Madrid goleou no Bernabéu.


Primeiro tempo: Logo aos 2min de jogo, o melhor atacante do Real Madrid, Higuaín, recebeu em velocidade dentro da área e bateu forte de esquerda, num chute cruzado sem chances para o goleiro. 1 a 0. O Real Madrid dominou a partida e teve várias oportunidades de ampliar o marcador. Nas poucas subidas do time adversário, a defesa madridista desarmava bem. Aos 25min, Van der Vaart recebeu bom passe de Marcelo dentro da área, dominou a mandou para o fundo do gol. 2 a 0. O holandês comemorou bastante. Nem teve tempo de comemorar e logo fez outro, após cruzamento baixo de Ramos, aos 28min. 3 a 0, com dois gols de Vaart. O Zaragoza ficou perdido diante do Real Madrid e nada pôde fazer.

Aos 34min, um dos gols mais bonitos do campeonato. Higuaín dominou na entrada da área, chapelou o zagueiro, girou o corpo e chutou no ângulo, marcando um golaço. 4 a 0. O Real Madrid terminou o primeiro tempo tranquilo no placar, no campo e sem muita preocupação na parte defensiva, que esteve bem com o talentoso Garay, que substitui Pepe.

Segundo tempo: O Real Madrid voltou com tudo de novo. Numa jogada individual dentro da área, cheio de habilidade, Cristiano Ronaldo marcou o dele aos 49min e deu mais alegria aos torcedores merengues. 5 a 0. Os blancos continuaram atacando e buscando o gol, apesar de estarem goleando. Uma mentalidade nova e eficiente da equipe, que sempre se prejudicou por não saber manter a força em outras partidas quando estava na frente do placar. Aos 62min, Raúl e Benzema vieram a campo nos lugares de Higuaín e Marcelo. O Zaragoza também fez as suas alterações, mas nada puderam fazer.

Aos 71min, o aniversariante do dia, Benzema, se livrou da marcação e marcou o dele, o seu presente de aniversário. 6 a 0. No minuto seguinte, Granero entrou em campo no lugar de Vaart. E o Real Madrid queria mais, continuou atacando, enquanto a torcida fazia a festa. Granero quase marcou o dele aos 85min, a bola passou perto da trave. Raúl tentou deixar o dele, mas ficou no quase. O Real Madrid deu um belo presente de Natal aos madridistas ao terminar o ano com uma senhora goleada em casa, no Santiago Bernabéu.


Vídeo com todos os gols da goleada do Real Madrid.
Obs: Qualidade média-baixa.


O Real Madrid termina o ano de 2009 na vice-liderança do campeonato espanhol.

A equipe mais goleadora.

O Real Madrid terminou 2009 como a equipe mais goleadora da La Liga com 40 gols em 15 partidas. Além disso, é a equipe com melhor média goleadora de todas as grandes Ligas da europa, com 2,6 gols por partida. Uma grande despedida de ano. Que venha 2010.

UEFA Champions League 2009/2010: Oitavas.

Foi sorteado hoje, em Nyon, na Suíça, os confrontos das oitavas de final da UEFA Champions League 2009/2010. O adversário do Real Madrid (1° lugar no Grupo C) é o Lyon (2° lugar do Grupo E). Confira todos os confrontos das oitavas abaixo e a tabela de jogos do Real Madrid na Champions aqui, com as datas e resultados das partidas.

O adversário do Real Madrid será o Lyon da França.
  • Stuttgart x Barcelona
  • Olympiacos x Bordeaux
  • Internazionale de Milão x Chelsea
  • Bayern de Munique x Fiorentina
  • CSKA Moscou x Sevilla
  • Lyon x Real Madrid
  • Porto x Arsenal
  • Milan x Manchester United
Benzema e Lass terão a oportunidade de encarar o antigo clube.

A última partida do ano.

O Real Madrid se preparou durante esta semana para a última partida de 2009. Os blancos jogarão no sábado, contra o Real Zaragoza, às 19:00 (horário de Brasília) no Santiago Bernabéu, em partida válida pela 15° rodada da La Liga e fecharão o ano.

Raúl continua trabalhando para reconquistar um lugar na equipe titular.

A novidade do dia foi o retorno de Metzelder. O zagueiro alemão parece, enfim, estar recuperado de mais uma de suas lesões. Esta última durou cerca de três semanas. Metzelder correu, tocou bola e realizou os exercícios com normalidade.

Por outro lado, Albiol não conseguiu completar a sessão de trabalho após ter caído de mal jeito durante um dos exercícios e estará em tratamento médico durante a sexta-feira.

Outro que voltou a treinar com normalidade foi Marcelo, já que estava no ginásio durante a semana. O brasileiro participou dos treinamentos. Pellegrini comandou o treino e chamou dois jogadores do Castilla para participar do mesmo, Juanan e Szalai.

Quanto aos ausentes, Pepe, Van Nistelrooy, Kaká e Guti. Mas a novidade boa do dia foi notícia da operação bem sucedida de Pepe, que foi comentada por todos os presentes em Valdebebas. O jogador português ficará em observação pelas próximas 48 horas, mas por enquanto as notícias de sua operação são as melhores possíveis.

Mais jogadores das bases.

No treino de ontem, Manuel Pellegrini chamou 5 jogadores do Real Madrid B (Castilla): Velayos, Marcos Alonso, Gary, Mateos e Mosquera. Os cinco treinaram com a primeira equipe numa sessão marcada pela neve e testes na parte defensiva. Mesmo sabendo que a chance de Pellegrini dar uma chance aos jovens do clube (que sonham em triunfar no Real Madrid) é pequena. Já está na hora de começar a dar valor as jóias da casa.

Amanhã (sexta-feira), o Real Madrid treinará com portões fechados.

Cristiano Ronaldo e os seus ''Sueños Cumplidos''.

Cristiano Ronaldo apresentou hoje na sala de imprensa do Santiago Bernabéu o livro ''Sueños Cumplidos'', escrito pelo jornalista do diário espanhol MARCA Enrique Ortego. Em suas páginas se encontram todas as vivências pessoais e profissionais do astro português.

Cristiano Ronaldo posa com o seu livro.

O mestre de cerimônias deste ato foi o Presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, que teve boas palavras para Cristiano e reconheceu que o luso representa os valores do madridismo. ''Cristiano quer dar o máximo e o Real Madrid também; Esta é uma ótima combinação. Necessitamos de jogadores que pensem que os sonhos não são impossíveis''.

Também não quiseram perder a apresentação do livro personalidades como Jorge Valdano, Emilio Butragueño, Alejandro Blanco, Jaime Lissaveztky, Miguel Ángel Pardeza e o compatriota de Cristiano Ronaldo, Paolo Futre. O autor do livro, Enrique Ortego, reconheceu que durante os três meses que esteve com Cristiano se surpreendeu com o humano que é o madridista. ''O livro aborda os aspectos pessoais e muitas vivências de sua carreira como jogador'', disse durante o ato.

Por sua parte, o astro português disse que se sente ''muito orgulhoso por formar parte deste livro'' e quis agradecer tanto o Presidente do conjunto blanco, como o autor de ''Sueños Cumplidos''. ''Me sinto muito feliz por participar deste projeto'', disse.

O primeiro exemplar de uma coleção única.

O projeto que tem em mãos tanto Enrique como o Real Madrid é realizar uma coleção de livros sobre os jogadores do Real Madrid. ''O livro 'Sueños Cumplidos' de Cristiano Ronaldo é o primeiro filho de uma família numerosa. Se realizará uma coleção de dez ou doze livros de protagonistas do Real Madrid'', disse o jornalista Enrique Ortego.

Florentino Pérez está encantado com a realização desta coleção bibliográfica, já que ajudará no objetivo que foi colocado no Real Madrid: Ser o maior clube do Séc. XXI.

Garay, o zagueiro introvertido.

Em 1999, Orlando Gallego, responsável pelas categorias de base do Newell's Old Boys, deu a oportunidade para um menino tímido e humilde. Apesar de ter apenas 13 anos, se destacava por sua altura. Se despediu de Santa Teresita, uma das equipes do bairro argentino de Rosário, aonde jogou de atacante e ingressou nas bases do time, lugar por onde também passaram figuras como por exemplo Jorge Valdano e Lionel Messi.

Garay chegou ao Real Madrid como última opção,
mas conquistou a comissão técnica pela sua forma de agir e jogar.


Gallego disse que Garay chegou até ele no primeiro dia e disse: "Tenho que ajudar os meus pais''. Gallego o achou um menino muito humilde, introvertido e que falava pouquíssimo.

Ezequiel Garay, agora, tem 23 anos e o Real Madrid pagou 10 milhões de euros para o Racing Santander pelo seu passe. Ramón Calderón, em 2008, o contratou. E, após um ano cedido ao conjunto cántabro, Garay chegou a Valdebebas nesta temporada.

Garay chegou em julho (2009), como o quarto zagueiro, atrás de Pepe, Albiol e Metzelder. Quase quinto, se contar Sérgio Ramos. Era o que mais contava que poderia sair por empréstimo de novo. Mas a direção-esportiva lhe deu uma oportunidade.

Viajou a Mainooth, Irlanda, para ver se em dez dias de pré-temporada conseguia convencer Manuel Pellegrini. A comissão técnica do Real Madrid estava esperando para ver como o argentino reagiria a pressão e aos desafios da equipe.

Garay, por sua vez, surpreendeu a todos com a sua soltura e disposição em campo. E ainda mais pela idade e por ter vindo de uma equipe mais modesta. Em nenhum momento se viu Garay transmitir insegurança. Mesmo assim, o zagueiro madridista não teve uma continuidade. Só disputou quatro partidas. Entre outras coisas, principalmente o fato de ser quase impossível tirarem a titularidade de Pepe e Albiol.

Quando se tem oportunidade, demonstra a sua qualidade. Sempre correspondeu e fez o que devia ser feito, com tranquilidade. E não é fácil ser um zagueiro do Real Madrid e num estádio como o Bernabéu. Diante de sua postura, Pellegrini deu a chance dele jogar de titular na 11° rodada da La Liga, contra a sua ex-equipe, o Racing. Ramos e Albiol não puderam jogar e o técnico chileno apostou no jovem defensor argentino.

Na 14° rodada da La Liga, Garay teve de substituir o seu amigo Pepe, que se machucou feio na partida contra o Valencia, em pleno Mestalla (leia: 6 meses sem Pepe). O argentino entrou, atuou de forma brilhante na defesa e fez o gol da vitória dos merengues numa partida emocionante que estava indefinida até então (2-3).

Marcelino, que treinou Garay na temporada 2007/08, assegurou que a timidez do argentino o impede de melhorar. Disse: "Tem grande potencial e capacidade, mais até do que demonstrou até agora. Mas seu caráter mais introvertido o segura um pouco no processo de melhora'', completou o ex-treinador de Garay.

Diante deste quadro, Garay demonstra uma ótima saída de bola, bom toque e bom jogo aéreo. Com a confiança, deixa a timidez do lado de fora do campo e mostra personalidade dentro do mesmo. O clássico jogador que precisa de continuidade para sentir confiança e seguir em frente. E o Real Madrid parece estar disposto a concedê-lo.

6 meses sem Pepe.

No grande triunfo do Real Madrid no Mestalla (clique aqui), melhor partida dos blancos na temporada, houve, infelizmente, uma notícia ruim. Pepe saiu machucado no fim do primeiro tempo, chorando e carregado. O madridista pisou em falso e afetou os ligamentos do joelho. Teve de esperar pelo dia seguinte para fazer os devidos exames na Clínica Sanitas em Madrid. E foi confirmado pelos médicos hoje: 6 meses de baixa.

Momento em que Pepe cai no chão de dor na 14° rodada da La Liga.

Pepe sofreu uma ruptura do ligamento cruzado do joelho direito e ficará de fora dos gramados pelos próximos 6 meses, o que fará com que o jogador não jogue mais esta temporada e dê adeus ao sonho de jogar a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul.

Valencia 2-3 Real Madrid.

Em partida válida pela 14° rodada da La Liga, o Real Madrid encarou um grande desafio no estádio Mestalla, ao jogar desfalcado contra o Valencia. Sem Cristiano Ronaldo (suspenso) e Kaká (lesionado), Manuel Pellegrini escalou um time alternativo.

Escalação: Casillas, Ramos, Pepe, Albiol, Arbeloa, Xabi, Lass, Van der Vaart, Marcelo, Higuaín e Benzema. O momento especial da partida ficou por conta de Raúl Albiol, que voltou a sua antiga casa e jogou pela primeira vez contra o seu ex-clube, o Valencia.

A novidade do dia foi a convocação de Marcos Alonso (do Castilla), convocado de última hora devido a uma ''quase'' lesão de Marcelo (o brasileiro se recuperou há poucas horas e jogou hoje). Leia a postagem especial sobre o jovem jogador das bases, que tem um histórico de sucesso (Marcos Alonso, fruto das bases do Real Madrid).

Com um doblete de Higuaín e um gol salvador de Garay,
o Real Madrid venceu na raça no Mestalla.


Primeiro tempo: Pressão inicial do time da casa. O Real Madrid, perdido, só tocava a bola no campo defensivo, pois o meio estava dominado pelo Valencia. Mas ao longo da partida os madridistas foram se encontrando e a partir dos 30min o Real chegou com perigo a área adversária. Os merengues terminaram o primeiro tempo melhor no jogo, quase abrindo o placar da partida três vezes, duas com Higuaín e uma com Sérgio Ramos, na trave. No geral, a primeira etapa foi bastante equilibrada.

Antes do apito final, infelizmente, o Real Madrid teve uma baixa preocupante. Pepe pisou em falso e machucou feio o joelho. O madridista saiu de maca, chorando e vai desfalcar o time por bastante tempo. Garay teve de entrar no seu lugar.

Segundo tempo: Higuaín apareceu mais uma vez nas horas difíceis e abriu o placar de cabeça, aos 54min, após jogada e passe de Benzema. Mesmo sem estar melhor na partida, o Real Madrid chegou ao gol, mas acionou o Valencia, que logo foi em busca do empate. Aos 59min, também de cabeça, Villa empatou a partida e levantou a torcida. Aos 65min, Marcelo driblou vários jogadores e tocou para Higuaín, que novamente mostrou que é o grande matador do Real Madrid e marcou o seu segundo gol, após o presente do brasileiro. Aos 74min, Raúl entrou em campo no lugar de Vaart.

Aos 79min, Joaquin, que tinha acabado de entrar, empatou a partida. Um chute forte que Casillas não conseguiu segurar. Aos 82min, Xabi levantou na área e o zagueiro Garay marcou de cabeça. O jovem zagueiro madridista tinha entrado após a lesão de Pepe e voltou a colocar o Real Madrid na frente do placar. 3 a 2. Aos 84min, Granero entrou em campo no lugar de Benzema e o Real Madrid conseguiu manter o bom resultado até o fim da partida, num jogo bem truncado e bastante nervoso.


Todos os gols da partida no Mestalla. Obs: Qualidade média-baixa.

Um ótimo jogo. O Real Madrid conquistou uma vitória heróica e segue vivo na La Liga. O Real, mesmo jogando no Mestalla e desfalcado, mostrou que tem um time que pode vencer sem depender de jogador(es). Mostrou um elenco e Higuaín novamente mostrou o seu faro de gol, ao marcar dois, numa partida que terminou tensa. O saldo negativo do dia foi a grave lesão de Pepe, que ficará um bom tempo longe dos gramados. Para sorte do Real Madrid, Garay está disponível, fez o gol da vitória e sempre entra bem.

O Real Madrid continua com 5 pontos atrás do Barcelona (que tem um jogo a mais).

Van der Vaart, a luta contra o destino.

A temporada é longa. Caem os ídolos por lesões, suspensões e há chance para todos. Incluindo para um jogador que estava na lista de transferíveis no meio do ano, mas que continuou, mesmo vendo os seus compatriotas Robben e Sneijder indo embora. Van der Vaart, de sangue holandês e espanhol, bom jogador e irregular, encontrou o seu pequeno espaço no meio da revolução madridista. Quando joga Kaká, que não fará em Valencia, é a primeira opção para este posto atrás dos atacantes e pontas.

E para emergências, sempre pode aparecer em outras zonas do centro do campo. Foi titular em 4 partidas, incluindo o último jogo da fase de grupos da Champions, numa vitória no inferno de Marseille. No total, participou de 12 partidas oficiais. Números impensáveis para um jogador que estava de saída há alguns meses e que superou todas as negativas e falta de prestígio no início e ainda problemas pessoais. Rafael sim não foi valorizado. Mas seguiu em frente, esquecido, aguardando as oportunidades que foram chegando aos poucos.

Rafael Van der Vaart teve um começo muito difícil até chegar aos dias de hoje.

Van der Vaart recebeu a primeira mensagem no mês de julho: ''É possível que com as novas contratações seja complicado encontrar um espaço entre os titulares e seria bom começar a estudar ofertas'', o asseguraram. O jogador recebeu ofertas do Hamburgo (a sua antiga equipe), do futebol inglês e do Bayern München. Mas nenhuma interessou o jogador, que queria ficar em Madrid. O clube acatou e manteve o jogador. E, na mesma época, havia outro problema, mais importante.

A esposa de Vaart, Sylvie Meis, modelo e apresentadora de televisão na Alemanha, teve de passar por longos tratamentos após operar um tumor. A evolução está sendo satisfatória e desde o primeiro momento o jogador achou que seria melhor seguir em Madrid e lutar por um lugar no time, mesmo que jogaria poucas vezes e complicaria a sua presença na Copa do Mundo com a Holanda, aonde é indiscutível.

''Eu sei que entrei na equipe pela lesão de Kaká, mas me considero uma pessoa paciente e lutadora. Treino todos os dias para ganhar um lugar no time. E isto o treinador considera muito positivo. Jogo numa posição chave, estou me sentindo bem e ganhando ritmo, pois levava muito tempo sem uma continuidade. Durante a pré-temporada eu passei um pouco mal, não foi fácil, mas agora tudo mudou'', disse o jogador aos meios de comunicação do clube. Está feliz e vive o momento.

Sylvie está muito melhor e Rafael tem minutos para demonstrar que tem lugar no time titular, que pode figurar entre as grandes contratações. Ainda lhe falta físico e continuidade durante os 90 minutos, mas Pellegrini percebeu, enfim, as suas virtudes e o concedeu oportunidades que muitos davam por impossível.

As cifras de Rafa:

Liga: Jogou 8 partidas, 2 como titular e 6 como reserva. No total, 187 minutos.

Copa del Rey: Jogou a triste eliminatória contra o Alcorcón. Foi titular em uma e reserva em outra. No Bernabéu, marcou o gol de honra dos madridistas (1-0).

Champions: 2 partidas disputadas, uma como titular e outra como reserva. No total, 104 minutos. Incluindo a boa e última partida contra o Marseille.

Problemas para enfrentar o Valencia.

O Real Madrid treinou hoje na Ciudad Deportiva de Valdebebas já pensando na partida contra o Valencia, sábado, às 19:00 (horário de Brasília), no estádio Mestalla.

Cristiano Ronaldo celebrou o aniversário do companheiro Higuaín.

A partida será especial para o madridista Raúl Albiol, ex-Valencia, que marcou um gol na Champions, terça-feira. As boas notícias do dia foram os retornos de Xabi Alonso e Sérgio Ramos aos treinos, pois se recuperavam de choques na partida em Marseille.

Os problemas do Real Madrid ficam por conta das ausências de Cristiano Ronaldo (suspenso) e Kaká (machucado). Além de Guti, Nistelrooy e Metzelder. Para substituir o português, Pellegrini irá escalar Benzema. O francês fará dupla com Higuaín, que fez aniversário hoje (22 anos) e comemorou com os seus companheiros.

O conjunto madridista treinará amanhã antes de viajar para Valencia e buscará os três pontos difíceis fora de casa, para se manter com dois pontos atrás do Barcelona, que está cinco pontos na frente, mas com um jogo a mais que os madridistas.

Será uma parada dura para os blancos, mas é a hora de mostrar que o Real Madrid tem um conjunto forte e talentoso e pode se virar com os jogadores do elenco.

Olympique de Marseille 1-3 Real Madrid.

Em partida válida pela 6° e última rodada da fase de grupos da Champions, o Real Madrid foi até Marseille enfrentar o Olympique no Stade Vélodrome. Podendo até perder por dois gols para se classificar, o Real Madrid garantiu vaga nas oitavas de final em 1° do grupo.

Novamente sem Kaká, que não jogará até 2010, Manuel Pellegrini escalou o time assim: Iker Casillas, Sérgio Ramos, Pepe, Albiol, Arbeloa, Lass, Xabi, Marcelo, Van der Vaart, Cristiano Ronaldo e Higuaín. Benzema e Raúl, mais uma vez, começaram no banco.

Cristiano Ronaldo mostrou que está afiado nas cobranças de falta.
Marcou um belo gol logo aos 5min e quase marcou outro no fim do primeiro tempo.
No segundo tempo, marcou um belo gol numa dividida com o goleiro.


Primeiro tempo: Logo aos 5min, Cristiano Ronaldo abriu o placar da partida com uma baita cobrança de falta de longa distância. Um golaço do português. Após o gol, o Marseille reagiu e empatou a partida com Lucho, aos 10min. A partida ficou bem pegada, com muito contato físico, porém com poucos cartões amarelos. O time francês teve boas chances de virar a partida, bem como o Real Madrid de ampliar o marcador, com bolas paradas. Cristiano quase marcou outro gol de falta aos 46min, mas o goleiro espalmou.

Segundo tempo: Aos 59min, Van der Vaart cobrou escanteio e a bola sobrou para Albiol na área. O zagueiro madridista chutou e marcou, deixando o Real Madrid na frente, mais uma vez. Aos 62min, Pellegrini colocou Benzema em campo no lugar de Higuaín, que deu um belo lançamento para Marcelo antes de sair. Aos 65min, Casillas fez pênalti em Niang. Lucho cobrou e mandou no travessão. Aos 71min, Raúl entrou no lugar de Vaart. Aos 78min, Diarra entrou no lugar de Xabi. Aos 80min, Cristiano Ronaldo dividiu com o goleiro, caiu, levantou e chutou para o gol, marcando o seu segundo na partida.


Vídeo com os gols da partida. Obs: Qualidade média-baixa.

O Real Madrid termina a fase de grupos da UEFA Champions League em 1° lugar e aguarda o sorteio das oitavas de final da competição para seguir lutando pelo título.

Confira a classificação final do Grupo C e todos os jogos do Real Madrid aqui.

O Real Madrid treina em Marseille.

Os madridistas treinaram hoje em Marseille, no campo em que jogarão amanhã contra o Olympique pela última rodada da fase de grupos da Champions. O Real Madrid quer se classificar em primeiro lugar do grupo. O Marseille, porém, quer se classificar e precisa de três gols para eliminar os blancos. Pellegrini, por sua vez, disse em entrevista hoje que o Real está indo para ganhar e não para ficar atrás segurando resultado.

O Real Madrid treina no Stade Vélodrome.

Sem Kaká, que ficará de fora até 2010, o chileno provavelmente vai escalar o mesmo time do fim de semana. Isto significa que Cristiano, Higuaín, Vaart e Granero provavelmente jogarão juntos novamente. Mas o maior problema é para o próximo jogo da La Liga, contra o Valencia, pois além de Kaká, o Real ficará sem Cristiano Ronaldo (suspenso).

Os 20 convocados por Manuel Pellegrini: Iker Casillas, Dudek, Adán; Arbeloa, Pepe, Sérgio Ramos, Marcelo, Albiol, Garay; Gago, Diarra, Lass, Drenthe, Xabi Alonso, Van der Vaart, Granero; Raúl, Cristiano Ronaldo, Benzema e Higuaín.

O Real Madrid joga amanhã, dia 8, às 17:45 (horário de Brasília), com a missão de terminar a fase de grupos da Champions em 1° lugar e se classificar para às oitavas de final.

Real Madrid 4-2 Almería.

Em partida válida pela 13° rodada da La Liga, o Real Madrid recebeu o Almería no Santiago Bernabéu. Os madridistas precisavam da vitória para continuar com dois pontos atrás do Barcelona. Num primeiro tempo bem jogado de num segundo tempo com muitos gols e expulsão de Cristiano Ronaldo, os blancos seguem na vice-liderança.

Sem Kaká, com problemas físicos, Manuel Pellegrini escalou o time assim: Casillas; Ramos, Pepe, Albiol, Arbeloa; Granero, Xabi Alonso; Van der Vaart, Marcelo; Cristiano Ronaldo e Higuaín. O ‘pirata’ Granero e Vaart, finalmente, com oportunidades.

A partida marcou o retorno do eterno madridista Hugo Sánchez ao Santiago Bernabéu. O ex-jogador, que fez história no Real Madrid, é o treinador do Almería.

Cristiano Ronaldo deu uma assistência para Sérgio Ramos abrir o placar da partida,
sofreu um pênalti, errou o pênalti, marcou um gol depois e foi expulso no final.


Primeiro tempo: Domínio total do Real Madrid. Bom toque de bola. A equipe merengue quase abriu o placar várias vezes no começo do jogo, se não fosse pelas ótimas defesas do goleiro adversário. E este bom toque de bola e rapidez dos blancos se deu graças ao entrosamento do meio campo, com Granero e Van der Vaart. E com o ataque rápido, com Higuaín e Cristiano Ronaldo. As ausências de Kaká e Benzema foram boas inicialmente (mas não no 2°t). Após a pressão, o Real deu uma segurada aos 30min. Foi quando saiu o gol. Aos 31min, Cristiano Ronaldo cruzou na área com categoria e Sérgio Ramos subiu bem e marcou de cabeça. Até o fim do primeiro tempo, os madridistas administraram bem.

Segundo tempo: Os velhos problemas do Real Madrid: Não saber matar o jogo. Numa partida que era para vencer bem, deixou de marcar e deixou a equipe visitante crescer, com méritos do adversário, que aproveitou os espaços dos merengues. Aos 57min, o Almería empatou a partida. E aos 61min, o Almería virou o jogo. No mesmo minuto, Pellegrini colocou Benzema no lugar de Vaart. Mas o Almería continuou com boas saídas de bola. Aos 72min, porém, o Real reagiu. Numa recuperada de bola dentro da área, Higuaín tirou do zagueiro e bateu para o gol, empatando a partida. 2 a 2.

Aos 80min, pênalti em cima de Cristiano Ronaldo. O português cobrou e o goleiro deu rebote, Benzema pegou e marcou. 3 a 2. Aos 84min, Cristiano Ronaldo se redimiu e marcou o dele, após receber bola de Higuaín. 4 a 2. Diarra veio a campo, no lugar de Marcelo, para segurar o resultado. Aos 87min, Drenthe entrou no lugar de Xabi. Cristiano, por ter recebido amarelo no gol por tirar a camisa, foi expulso por um revide e vai desfalcar o Real Madrid contra o Valencia. Após tantas coisas, o Real administrou novamente.


Vídeo com todos os gols da partida.

O Real Madrid continua com dois pontos atrás do líder e já pensa no meio de semana na Champions, aonde jogará a última partida da primeira fase da competição e poderá se classificar para as oitavas de final com um empate, diante do Marseille.

Os rivais da Espanha na Copa do Mundo.

Após o sorteio do grupos para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, a Espanha já conhece os seus adversários do Grupo H. Suíça, Honduras e Chile estarão no caminho dos espanhóis na primeira fase do mundial. Esta postagem trás um pouco sobre os adversários da fúria, que, caso passe às oitavas de final da competição, irá enfrentar um grande do Grupo G, que pode ser o Brasil, Portugal ou Costa do Marfim. Apesar de teoricamente o Grupo H ser o mais fácil, a Espanha terá um cruzamento ''da morte'' já nas oitavas.

Confira o sorteio dos grupos aqui e a tabela de jogos da Espanha aqui.

A Suíça repete presença na Copa após a sua participação até destacada na Alemanha, em 2006, aonde alcançou as oitavas de final. Decepcionou na Euro 2008, aonde organizou em conjunto com a Áustria e trouxe o técnico Ottmar Hitzfeld para conseguir a classificação para a África do Sul. Iniciou a fase de classificação perdendo em casa para o Luxemburgo, mas encontrou o caminho e conseguiu terminar líder de seu grupo, com um ponto a mais que a Grécia. Passar para a segunda fase da Copa será um êxito para os suiços.

A seleção de Honduras, por sua vez, fez história ao se classificar para a sua segunda Copa do Mundo. Surpreendeu na Espanha, em 82, aonde empatou com os anfitriões, apesar de não ter superado a primeira fase. Agora, depois de uma dura fase de classificação, aonde conquistou o bilhete para a África do Sul após vencer o El Salvador no último jogo (0-1), volta a figurar entre as 32 melhores seleções do mundo. Estar na África do Sul já é um êxito.

Já o Chile é uma das seleções mais bem trabalhadas taticamente da América do Sul. E isto se deve principalmente ao trabalho do treinador, Marcelo Bielsa, que levou o Chile para a Copa do Mundo após 12 anos, e o fez após completar uma sensacional fase de classificação, em que só foi superada pelo Brasil. Na África do Sul, será uma das seleções mais organizadas e o adversário mais forte para a Espanha no Grupo H.

Copa do Mundo 2010: Tabela.

Confira as partidas da seleção espanhola na Copa do Mundo de 2010.

Logotipo Oficial da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul.

Fase de Grupos:
  • 16.06.10 | Espanha 0-1 Suiça
  • 21.06.10 | Espanha 2-0 Honduras
  • 25.06.10 | Chile 1-2 Espanha
Oitavas de Final:
  • 29.06.10 | Espanha 1-0 Portugal
Quartas de Final:
  • 03.07.10 | Paraguai 0-1 Espanha
Semifinais:
  • 07.07.10 | Alemanha 0-1 Espanha
Final:
  • 11.07.10 | Holanda 0-1 Espanha

Confira a postagem: A Espanha conquista o mundo.

* Veja também o marcador: Copa do Mundo.

Copa do Mundo 2010: Grupos.

Foi sorteado hoje, na Cidade do Cabo, os grupos para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul. A Espanha, cabeça de chave, caiu no grupo H e terá como adversários na primeira fase: Suiça, Honduras e Chile. A estreia da seleção espanhola será contra a seleção suiça.

Grupo A:
África do Sul
México
Uruguai
França

Grupo B:
Argentina
Nigéria
Coréia do Sul
Grécia

Grupo C:
Inglaterra
Estados Unidos
Argélia
Eslovênia

Grupo D:
Alemanha
Austrália
Sérvia
Gana

Grupo E:
Holanda
Dinamarca
Japão
Camarões

Grupo F:
Itália
Paraguai
Nova Zelândia
Eslováquia

Grupo G:
Brasil
Coréia do Norte
Costa do Marfim
Portugal

Grupo H:
Espanha
Suiça
Honduras
Chile

Ausências para enfrentar o Almería.

O Real Madrid treinou hoje em Valdebebas, já pensando na partida de sábado, contra o Almería, no Bernabéu. O Barcelona jogou ontem e venceu, portanto, os madridistas precisam da vitória na 13° rodada para continuarem com dois pontos atrás do time catalão.

Manuel Pellegrini conversa com o grupo.

Além das habituais ausências de Metzelder, Guti e Nistelrooy, quem foi para o ginásio e não estará apto para enfrentar o Almería é Kaká. Ontem, Cristiano Ronaldo treinou no solitário com o brasileiro, mas hoje o português voltou ao campo e parece estar bem.

Kaká segue com treinamentos específicos para se recuperar de sua pubalgía e deve ficar assim por uma semana. E é dúvida para a partida da Champions, contra o Marseille.

A ausência de Kaká pode dar a oportunidade de Granero voltar a ter um destaque na equipe, já que Guti também não joga há tempos por sua lesão. O holandês Van der Vaart também poderá ter mais oportunidades, visto que é erroneamente esquecido.

Amanhã o técnico chileno Manuel Pellegrini comandará um treino, o último antes da partida do fim de semana, com portões fechados. Real Madrid e Almería acontece no sábado, dia 5, às 17:00 (horário de Brasília), no Santiago Bernabéu.

Benzema provoca dúvidas.

O ''caso Benzema''. O atacante provoca dúvidas no corpo técnico do Real Madrid pelo seu rendimento, que está muito abaixo do esperado. Terceira contratação mais cara da temporada, o francês ainda não disse ao que veio, mostra um jogo lento, se arrasta em campo e reclama quando é substituído. Pellegrini quer confiar no goleador, dando a posição de titular para o mesmo. Mesmo assim, Karim não consegue se destacar tanto quanto Higuaín ou Raúl. Ambos mostram sacrifício, voltam, participam. Karim pára ao perder uma bola, a sua forma física está irreconhecível, totalmente contrária do que era no Lyon.

Karim Benzema, a terceira contratação mais cara da temporada.

Ficou algumas partidas no banco de reservas, pois o seu companheiro Higuaín ganhou a titularidade com méritos. Chegou a dizer que era melhor jogar sem Raúl, pois havia mais espaço. Muita gente disse a mesma coisa. Porém, Benzema teve a oportunidade de jogar sem Raúl e as coisas ficaram na mesma. O capitão do Real Madrid, grande destaque da equipe no início da temporada, foi para o banco de reservas e foi colocado de lado nas últimas semanas. Apesar de, sempre quando entra, mostra garra.

Havia um debate aberto no clube por Benzema antes da partida contra o AC Milan (no Bernabéu) na Champions: Deixar ou não Benzema no banco até ele acordar do seu sono profundo e mostrar o futebol pelo que foi contratado. Mas Higuaín tinha uma ligeira lesão e o francês jogou a partida inteira, novamente irreconhecível com a lentidão, totalmente apático, ao contrário de Raúl, que correu a partida inteira e marcou gol.

Provavelmente, um ''chá de banco'' para Benzema não seria a medida ajustada para os interesses promocionais do projeto de Pérez, mas se ajustaria as razões esportivas evidentes. O francês necessita pressionar no ataque como faz Raúl, buscar as zonas de remate para o gol como faz Higuaín, participar mais no jogo coletivo. Até o momento, Benzema só se destacou nestes aspectos duas vezes: contra o Olympique e o Tenerife.

Benzema tem 21 anos. É novo. Mas já jogou cinco temporadas na Champions, o que dá ao jogador uma certa maturidade. A sua contratação foi de 35 milhões de euros, cifra que terá tempo para justificar nos 5 anos de contrato, mas até o presente momento o seu futebol levanta receios na direção técnica do clube, muito necessitada de resultados imediatos.

Contra o Valladolid, pela La Liga, Pellegrini o substituiu pela quarta vez seguida. Higuaín, que entrou no seu lugar, marcou um gol nos poucos minutos em campo. Antes, Raúl havía marcado duas vezes de primeira, com passes de Granero e Marcelo, perfeitos para um típico ''9'' como Benzema, que veste a camisa 11 blanca, mas que não encontra o seu espaço em campo. O francês vive um ''sonho''. Resta saber quando a realidade virá a tona.

Valdano disse que ''Benzema tem mais futuro que Ibrahimovic''. É certo. Mas o problema é que por enquanto é só futuro, no presente não está rendendo a altura de seu preço. Contra o Barcelona, pela 12° rodada da La Liga, Benzema entrou no segundo tempo, assim como Zlatan. Mas o sueco que decidiu. Jogadores como Cristiano Ronaldo, kaká e Benzema, serão (claro) os mais cobrados, pois foram os mais caros. Os dois primeiros são (quase) unanimidade. Benzema, não. Pellegrini precisa de seus gols. O Real Madrid precisa de seus gols. A torcida aguarda e ainda acredita em Benzema. Não pode decepcionar...

Cristiano Ronaldo, Bola de Prata 2009.

Cristiano Ronaldo, melhor jogador do mundo em 2008, ganhou nesta segunda-feira o prêmio Bola de Prata da revista France Football, que premiou o argentino Messi como o ''melhor jogador do mundo em 2009''. O terceiro lugar ficou com o espanhol Xavi, destaque da seleção espanhola e jogador que já merecia tal reconhecimento há muito tempo.

Messi obteve 473 votos, contra 233 de Cristiano Ronaldo e 170 de Xavi.

Cristiano Ronaldo sofreu com lesões em 2009. Isto e a falta de títulos o impediram de ganhar o prêmio pelo segundo ano consecutivo. Os títulos do Barcelona deram a Messi o prêmio, assim como deram a Cristiano em 2008 (pelo Manchester) e Kaká em 2007 (pelo AC Milan). O grande destaque do Barcelona, porém, não é Messi, mas a dupla de meias que faz a diferença também na seleção espanhola: Xavi e Iniesta, os ditadores de ritmo. Messi levou o prêmio e deve agradecê-los por isto. Já Cristiano Ronaldo, perseguido, machucado, conseguiu levar a Bola de Prata. É o único que consegue fazer páreo aos ditadores de ritmo, que mostraram que a Espanha possui grandes jogadores no cenário do futebol mundial.


Vìdeo especial: Cristiano Ronaldo 2009 (em atuações apenas pelo Real Madrid).

Classificação Final (Top 20):
  • 1. Lionel Messi (FC Barcelona): 473 pts.
  • 2. Cristiano Ronaldo (Manchester United e Real Madrid): 233 pts.
  • 3. Xavi (FC Barcelona): 170 pts.
  • 4. Andrés Iniesta (FC Barcelona): 149 pts.
  • 5. Samuel Eto'o (FC Barcelona e Internazionale): 75 pts.
  • 6. Kaká (AC Milan e Real Madrid): 58 pts.
  • 7. Zlatan Ibrahimovic (Internazionale e FC Barcelona): 50 pts.
  • 8. Wayne Rooney (Manchester United): 35 pts.
  • 9. Didier Drogba (Chelsea): 33 pts.
  • 10. Steven Gerrard (Liverpool): 32 pts.
  • 11. Fernando Torres (Liverpool): 22 pts.
  • 12. Cesc Fabregas (Arsenal): 13 pts.
  • 13. Edin Dzeko (Wolfsburgo): 12 pts.
  • 14. Ryan Giggs (Manchester United): 11 pts.
  • 15. Thierry Henry (FC Barcelona): 9 pts.
  • 16. Luis Fabiano (FC Sevilla), Vidic (Manchester), Iker Casillas (Real Madrid): 8 pts.
  • 19. Diego Forlan (Atlético de Madrid): 7 pts.
  • 20. Yoann Gourcuff (Bordeaux): 6 pts.
Espanhóis: Xavi é o 6° jogador espanhol que sobe ao pódio desde a criação do troféu, em 1956, após Luis Suárez (Ouro em 60, Prata em 61 e 64 e Bronze em 65), Amancio (Bronze em 64), Butragueño (Bronze em 86 e 87), Raúl González Blanco (Prata em 2001) e Fernando Torres (Bronze en 2008). Também como espanhol, foi elegido Alfredo di Stéfano como o Bola de Ouro em 1957 e 1959 e Bola de Prata em 1956.

Já em 2009, 5 espanhóis estão no Top 20. Incluindo o 3° e 4° lugar para os não tão midiáticos, porém peças-chaves das equipes em que jogam: Xavi e Iniesta.

Leia também: Os prêmios da FIFA para os melhores do ano, incluindo o time ideal do ano e o gol mais bonito de 2009, vencido pelo madridista Cristiano Ronaldo. Clique aqui.

FC Barcelona 1-0 Real Madrid.

Em partida válida pela 12° rodada da La Liga, o Real Madrid enfrentou o seu maior rival, o Barcelona, no estádio Camp Nou. O jogo valia a liderança da competição. Com Cristiano Ronaldo, Kaká e Messi, entre outros, o maior clássico do planeta rendeu grandes momentos e bastante emoção para os amantes do futebol e do bom jogo.

Manuel Pellegrini escalou o time assim: Iker Casillas, Sérgio Ramos, Pepe, Albiol, Arbeloa, Xabi Alonso, Lass, Marcelo, Kaká, Higuaín e Cristiano Ronaldo.

Dos 10 finalistas ao prêmio Bola de Ouro deste ano, 6 estiveram em campo hoje: Cristiano Ronaldo, Kaká, Xavi, Iniesta, Messi e Ibrahimovic (este, no 2° tempo).

FC Barcelona vs. Real Madrid - A História do Clássico. Clique aqui.

Primeiro tempo: Um jogo equilibrado, concentrado no meio de campo e com muitos impedimentos. O Barcelona tentou fazer o seu jogo, como é habitual, mas o Real Madrid estava sólido lá atrás e não permitiu que o ótimo meio campo do Barcelona chegasse a área madridista. O Real Madrid, porém, aproveitava o tempo todo as recuperações de bola e chegava com perigo ao gol catalão. E, apesar do Barcelona tocar bem a bola, os merengues as recuperavam e tocavam bem, deixando a partida disputada.

O lance mais perigoso da primeira etapa foi aos 19min, quando Kaká partiu para cima da defesa adversária e tocou para Cristiano na entrada da área. O português, que foi bastante vaiado pela torcida da casa, quase marcou, mas Valdes fez boa defesa para escanteio. Neste lance, o Real Madrid poderia estar vencendo por 1 a 0. Após isso, porém, Cristiano apagou um pouco na partida. O luso jogou bem avançado, com Higuaín. E, apesar do placar da primeira etapa ser zero a zero, foi um grande primeiro tempo.

Segundo tempo: Domínio do Barcelona até o momento da expulsão. Aos 53min, Higuaín quase marcou. Puyol salvou no último segundo. O Barcelona teve Zlatan no lugar de Henry e aos 55min Ibrahimovic abriu o placar da partida. O domínio do time catalão era visível, mas para a sorte do Real Madrid, Busquets foi expulso por uma besteira do jogador aos 62min. Aos 65min, Benzema entrou no lugar de Cristiano Ronaldo, que jogou bem, mas ainda não pode jogar 90 minutos. Aos 73min, Raúl entrou no lugar de Arbeloa.

Com um a mais, Raúl, Benzema e sem Cristiano, o Real Madrid tentou aproveitar os espaços deixados no campo para chegar ao empate. Mas a parte defensiva do time catalão impediu a chegada dos madridistas mais vezes na área. Aos 88min, após uma falta não marcada em Higuaín, Messi na cara do gol não marcou. Casillas salvou o Real. Aos 89min, porém, Lass foi expulso, após uma falta estúpida. O francês já tinha amarelo. Com dez jogadores para cada lado, o Barcelona soube administrar a vitória.


Melhores momentos do clássico no Camp Nou.

Com a derrota, o Real Madrid perde a liderança do campeonato espanhol. Antes da partida, o Real tinha um ponto a mais que o rival. Agora, o Real Madrid está dois pontos atrás do Barcelona. A La Liga segue disputada e o Real Madrid está vivo na disputa.

Resultado da 7° Enquete do blog.

Quem vai vencer o clássico Barcelona x Real Madrid
na 12° rodada da La Liga no Camp Nou?

1. Real Madrid.
41,18% (35 votos).

2. Barcelona.
32,94% (28 votos).

3. Vai dar empate.
25,88% (22 votos).


A enquete ficou no ar por duas semanas e teve um total de 85 votos. A maioria dos leitores do blog acreditam na vitória do time merengue (41,18%). Enquanto que 32,94% acreditam na vitória do rival, que joga em casa. E 25,88% acreditam que dará empate.

O maior clássico do mundo vale a liderança da La Liga. Quem vencer, é líder. O empate, porém, mantém os madridistas na ponta da tabela. Cristiano Ronaldo e Kaká estarão presentes no primeiro grande clássico da temporada 2009/2010.

Obrigado a todos pela participação.

Preparação para o grande clássico no Camp Nou.

O Real Madrid chegará líder da La Liga no Camp Nou. Com um ponto a mais, os madridistas poderão decolar na tabela se vencer o clássico, no domingo, dia 29. Se perder, porém, o maior rival voltará à liderança. Um jogo e tanto para os amantes do futebol.

O Real Madrid terá Cristiano Ronaldo como titular da equipe. Os madridistas estão se preparando para chegar bem no fim de semana e fazer um grande jogo. O que não faltou durante a semana foram comentários e provocações sobre a partida. Eis alguns quotes:

Real Madrid vs. FC Barcelona - A História do Clássico. Clique aqui.
  • Piqué: "Esperamos meter três no Madrid''.
  • Ibrahimovic: "Estou seguro que ganharemos e por muitos gols".
  • Puyol: ''Há 50% de chance para cada um vencer''.
  • Cruyff: ''O Barcelona joga mil vezes melhor que o Real Madrid''.
  • Casillas: "Vejo o Barcelona pelo retrovisor".
  • Cristiano Ronaldo: "Marcarei no Camp Nou''.
Treino: No treino de hoje, o técnico Manuel Pellegrini contou com 17 madridistas. A novidade foi o retorno de Sérgio Ramos, que se recuperava no treino de ontem. As ausências foram Nistelrooy, Guti, Albiol e Metzelder, que treinaram no ginásio.

Jogo: Barcelona e Real Madrid jogarão no domingo, às 16:00 (horário de Brasília), no Camp Nou. A partida é válida pela 12° rodada da La Liga e vale a liderança.

Enquete: Quem vai vencer o grande clássico no Camp Nou? Vote na enquete do blog, mais abaixo, na coluna da esquerda. A enquete se encerrará amanhã.

Convocação para o clássico: Casillas, Dudek; Arbeloa, Pepe, Sérgio Ramos, Marcelo, Albiol, Garay; Diarrá, Kaká, Cristiano Ronaldo, Lass, Drenthe, Xabi Alonso, Granero, Van der Vaart; Raúl, Benzema e Higuaín. (postagem atualizada: sábado, às 11 horas).

Real Madrid vs. FC Barcelona - A História do Clássico.

Uma história, em vídeo, do maior clássico do futebol mundial. Um clássico que quebra barreiras, que envolve honra, os maiores jogadores, lendas, respeito... Não é apenas uma partida de três pontos. Um vídeo emocionante e bem elaborado (com legendas em inglês) que mostra em quase 10 minutos um pouco da história do maior clássico do planeta:


Real Madrid vs. FC Barcelona

Real Madrid 1-0 FC Zürich.

O Real Madrid recebeu hoje o FC Zürich, no estádio Santiago Bernabéu, em partida válida pela 5° rodada da UEFA Champions League. A novidade foi o retorno de Cristiano Ronaldo, que após 55 dias afastado, voltou a ser convocado e jogou alguns minutos.

Manuel Pellegrini escalou o time assim: Iker Casillas; Sérgio Ramos, Pepe, Albiol, Arbeloa; Lass, Xabi Alonso, Marcelo, Kaká; Higuaín e Raúl (o capitão foi titular).

Cristiano Ronaldo entrou no segundo tempo,
ovacionado pela torcida merengue.

Primeiro tempo: O time suíço se fechou e o Real Madrid passou o tempo todo na parte ofensiva do campo. Dominando a partida, os madridistas abriram o placar aos 20min. Kaká recuperou bola, tocou para Higuaín, que invadiu a área e chutou cruzado para o gol. 1 a 0. Aos 26min, Xabi Alonso chutou de fora da área e obrigou o goleiro a fazer boa defesa. Os suíços chegaram poucas vezes na área merengue. Em todas elas, Casillas estava bem posicionado. Aos 34min, Higuaín cobrou escanteio, Marcelo pegou de primeira e mandou na trave. No minuto seguinte, Raúl deu um belo passe para Higuaín, que pegou mal na bola. O Real Madrid permaneceu atacando e o time suíço se defendendo.

Segundo tempo: Van der Vaart veio a campo aos 58min, no lugar de Arbeloa. A posse de bola se manteve com os madridistas, mas não houve muitas chances de gol até a entrada de Cristiano. Cristiano Ronaldo entrou aos 70min, ovacionado pela torcida merengue. Raúl deu lugar ao ‘9’. O português tentou boas jogadas, mas o principal objetivo dele em campo era ganhar ritmo de jogo para enfrentar o Barcelona, no dia 29. O jogo ficou mais aberto e Vaart, Higuaín, Kaká e Cristiano tiveram boas oportunidades no ataque, com Marcelo e Lass caindo e ajudando os blancos, mas o jogo continuou num nível fraco.

Aos 89min, Granero entrou no lugar de Kaká. Antes de sair, o brasileiro deixou uma boa bola para Vaart, que perdeu o gol de frente para o goleiro. Aos 90min, Granero tocou para Cristiano, que quase marcou o dele. Mas o goleiro fez boa defesa.


O único gol da partida. Higuaín, aos 20min.

Mais uma vitória do Real Madrid sem o conjunto funcionando como deveria. Apesar disto, três pontos para o time merengue, que termina a 5° rodada da Champions com 10 pontos ganhos, na liderança isolada do Grupo C da UEFA Champions League.

55 dias depois, Cristiano Ronaldo está de volta.

Após a lesão que o tirou da partida contra o Olympique de Marsella, no dia 30 de setembro, Cristiano Ronaldo voltou a ser convocado e jogará alguns minutos amanhã na Champions League, diante da sua torcida, que está louca para revê-lo em campo.

Cristiano Ronaldo treinou normalmente e está pronto para jogar alguns minutos.

Além do português, Manuel Pellegrini conta com novidades em relação a partida contra o Racing. Lass está de volta. Albiol se recuperou bem e Sérgio Ramos retorna após cumprir suspensão na Liga. Guti e Nistelrooy estão machucados e não entram na convocação. E ainda ficam de fora Metzelder e Gago, por decisão técnica.

Lista dos convocados para enfrentar o FC Zürich: Iker Casillas, Dudek; Arbeloa, Pepe, Sérgio Ramos, Marcelo, Drenthe, Albiol, Garay; Diarrá, Lass, Xabi Alonso, Granero, Van der Vaart, Kaká, Cristiano Ronaldo; Raúl, Benzema e Higuaín.

O Real Madrid enfrenta o FC Zürich, no Santiago Bernabéu, amanhã (dia 25), às 17:45 (horário de Brasília). Os madridistas precisam dos três pontos para chegar na última rodada da Champions tranquilos e passar às oitavas de final da competição.

Preparação para receber o Zürich.

Após vencer o Racing Santander por 1 a 0 e assumir a liderança da La Liga (graças ao empate do Barcelona contra o Atl. Bilbao), o Real Madrid voltou a treinar em Valdebebas, já se preparando para a partida da Champions contra o Zürich, no Bernabéu.

Cristiano poderá jogar alguns minutos na quarta-feira.

A novidade para a partida de quarta-feira será o retorno de Cristiano Ronaldo em uma convocação, após mais de um mês. O português entrará na lista de convocados e poderá ter minutos para ganhar ritmo e estar apto para enfrentar o Barcelona, no dia 29.

Cristiano treinou hoje (domingo) no mesmo ritmo dos seus companheiros. Lass, que estava sobrecarregado com as partidas da França, também treinou. Os titulares da partida contra o Racing, porém, fizeram um trabalho de recuperação física.

Por sua parte, Guti e Nistelrooy foram os únicos que não foram a campo treinar. Os dois continuam terminando as suas recuperações no ginásio.

Os madridistas treinarão segunda e terça, antes da partida de quarta.

Logotipo da Final da Champions no Bernabéu.

Foi apresentado o logotipo da final da UEFA Champions League, que acontecerá no dia 22 de maio de 2010, no Santiago Bernabéu. A apresentação aconteceu na Ciudad del Fútbol de Las Rozas e contou com a presença, entre outros, do Secretário-Geral da RFEF, Jorge Pérez, do Diretor-Geral do Real Madrid, Jorge Valdano, do Embaixador da final, Emílio Butragueño, e do Diretor de Competições da UEFA, Giorgio Marchetti.

Logotipo da grande final da Champions no estádio Santiago Bernabéu.

Real Madrid 1-0 Racing Santander.

Após a semana dos jogos das seleções, o Real Madrid voltou a campo neste sábado. Em partida válida pela 11° rodada da La Liga, o time merengue recebeu o Racing Santander, no estádio Santiago Bernabéu. A partida foi morna, mas valeu três pontos.

Sem Cristiano Ronaldo, Nistelrooy, Guti, Lass (contundidos) e Sérgio Ramos (suspenso), o técnico Manuel Pellegrini escalou o time assim: Iker Casillas, Arbeloa, Pepe, Garay, Drenthe, Xabi Alonso, Granero, Marcelo, Kaká, Higuaín e Benzema.

Benzema e Higuaín formaram a dupla de ataque do Real Madrid. Mas, embora se
esteja considerando que esta é a dupla titular, o francês (esq.) ainda deve muito.


Primeiro tempo: Domínio total de posse de bola do Real Madrid no início. O Racing, apenas tentando se defender, não agüentou muito tempo. Aos 12min, Xabi mandou uma bola na trave. Aos 21min, Kaká caiu pela direita, cruzou na área para Garay, que tocou de cabeça para Higuaín dentro da pequena área. O atacante madridista mandou de primeira para o gol e abriu o placar da partida. Após o gol, o Real Madrid parou. Ficou até o fim da primeira etapa num jogo morno e regular, permitindo que o Racing chegasse algumas vezes na área merengue. O time adversário, porém, errou em todas as finalizações.

Segundo tempo: O Real Madrid se manteve com a posse de bola. O Racing, com um jogo fraco, não deu trabalho para a defesa merengue. Benzema, que ainda deve muito, fez um bonito gol de letra, mas estava impedido. Aos 60min, o francês saiu para a entrada de Raúl. Aos 68min, Higuaín teve a chance de aumentar o marcador após bobeada do goleiro, mas o mesmo goleiro defendeu bem o chute do argentino. Aos 75min, o lance mais lamentável da partida. A arbitragem anulou um gol legal do Racing, de Canales, jovem jogador espanhol, que pode ter futuro na seleção espanhola (já joga na sub-19).

Aos 85min, Pellegrini colocou Diarra no lugar de Granero; Aos 87min, Van der Vaart no lugar de Kaká. A torcida permaneceu em silêncio, se manifestava pouco, em lances isolados. Aos 93min, deu tempo ainda para Vaart cobrar um boa falta antes do fim.


O único gol da partida (não-anulado), de Higuaín.

O Real Madrid jogou mal, ficou devendo. Os três pontos vieram graças à fragilidade do adversário, que não aproveitou o jogo morno dos merengues. Sem contar o gol legítimo do Racing, que a arbitragem anulou. Mesmo assim, o Real Madrid assume a liderança da Liga (com o empate do Barcelona) e já pensa na partida de meio de semana na Champions.

Lista de convocados e mensagem de Cristiano.

Manuel Pellegrini já liberou a lista de convocados para a partida de amanhã, contra o Racing Santander, no Bernabéu. As ausências ficam por conta de Cristiano Ronaldo, Nistelrooy, Guti e Lass, contundidos. E Sérgio Ramos, devido a sua suspensão na La Liga.

Convocados: Casillas, Dudek; Arbeloa, Pepe, Garay, Metzelder, Marcelo, Albiol; Gago, Diarra Kaká, Xabi, Drenthe, Van der Vaart, Granero; Raúl, Benzema e Higuaín.

Cristiano Ronaldo, que está se recuperando e pode jogar no meio de semana (leia postagem anterior), deixou uma mensagem para o madridismo, agradecendo todo o apoio que recebeu durante o longo período que ficou afastado por conta de sua lesão. Veja:


Cristiano Ronaldo grava mensagem de agradecimento ao madridismo.

Treino com os internacionais... E Cristiano Ronaldo.

O Real Madrid voltou a treinar hoje em Valdebebas, se preparando já para a partida de sábado, em casa, contra o Racing Santander (pela La Liga). A novidade do dia foi o retorno dos madridistas que estavam atuando por suas seleções na última semana.

Xabi Alonso e Casillas treinaram com o grupo. Já Albiol, Arbeloa, Ramos, Pepe e Vaart treinaram no campo fazendo uma leve sessão de recuperação. Nistelrooy, por sua vez, treinou no ginásio. Foi o único madridista a treinar no solitário no dia de hoje.

Cristiano Ronaldo treinou no campo, mas sozinho. O português continua fazendo os exercícios de recuperação (já com bola) para ter condições de jogar alguns minutos no fim de semana, no meio de semana na Champions e contra o Barcelona na próxima semana.

Cristiano Ronaldo já treina com os companheiros no campo,
mas ainda faz um trabalho específico de recuperação.


O português voltou a treinar com bola, após um bom tempo no ginásio.

E mostrou estar quase pronto para voltar a jogar.
É presença praticamente confirmada contra o Barcelona, no Camp Nou.


Real Madrid e Racing Santander jogarão no sábado, às 17:00 (horário de Brasília). A partida é válida pela 11° rodada da La Liga. O Real Madrid busca a liderança.

Popular Posts

Junte-se a nós!

Publicidade

Newsletter

+ Real Madrid:

Nome: Real Madrid Club de Fútbol.
Apelidos: merengues, blancos...
Fundação: 1902.
Estádio: Santiago Bernabéu.

Próxima Partida:

La Liga (13° Rodada):
Adversário: Valencia.
Dia: 19/11/11 (sábado).
Hora: 19:00 (horário de Brasília).
Estádio: Mestalla.
Jogo anterior: Osasuna (7-1).

Destaque 11/12:

Seja um seguidor:

Arquivo:

Marcadores:

Receba as novidades por e-mail:

Add to Google Reader or Homepage

Título:

Contas Premium

Rede Social: